22620      
         
 
  ltimas Receitas Pesquisadas:"SALADA DE ORELHA DE PORCO Á CHEF LUIS PIRES MONTEIRO" "Macarrão Cremoso ao Forno"    ver mais
Forum
 .
Pesquisa:     Pesquisa avançada
Início Ajuda Pesquisa Entrar Registe-se
Petiscos  |  Comunidade dos Gulosos!  |  Licores e coktails..  |  Tópico: A História do Chá
Páginas: [1]   Ir para o fundo
Imprimir
Autor Tópico: A História do Chá  (Lida 5470 vezes)
allien2000
Cozinheiro
****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 386



« em: Abril 03, 2006, 20:53:01 pm »

Chá, uma história milenar

O chá é uma das bebidas mais generalizadas do mundo. Desde o misterioso Oriente até à velha Europa, passando pelo novo Mundo, o chá conta com séculos de história envolta em lendas e misticismo.

O chá encontra-se entre os produtos mais consumidos hoje em dia. Actualmente existem mais de três mil tipos de chá em todo o mundo, cujas diferenças se relacionam com o clima e o processo de fabrico.
As origens do chá quase se perdem no tempo, com narrativas que misturam a realidade com muitas lendas. Uma delas remonta há 5000 anos, quando reinava na China o imperador Sheng Nong, um governante justo e capaz, homem de ciência e amante das artes. Preocupado com as epidemias que regularmente assolavam o Império do Meio, Sheng Nong promulgou um édito onde exigia que toda a água fosse fervida antes de ser consumida, uma medida de carácter higiénico que ainda hoje faz sentido em muitos lugares do mundo.

Certo dia, num quente verão oriental, o imperador, de visita a uma das regiões distantes que governava, mandou parar a sua comitiva para que todos descansassem durante algum tempo. Os servos começaram então a ferver água para que a comitiva pudesse beber, mas algumas folhas provenientes de arbustos próximos foram arrastadas pelo vento caindo no recipiente em ebulição. Pouco a pouco, a água foi adquirindo uma tonalidade castanha. O imperador, curioso, decidiu provar a estranha infusão e ficou surpreendido pelo sabor extremamente agradável, tornando-se desde esse momento um grande adepto do chá, no que seria seguido pelo seu povo.

As lendas têm quase sempre um fundo de verdade. Neste caso, sabe-se que a origem do chá remonta ao período imediatamente antes da ascensão da Dinastia T´ang ao poder, entre os anos 618 e 906. Esta família imperial presenciou à divulgação de uma bebida trazida dos Himalaias por monges budistas. O arbusto do chá, uma planta cujo nome científico é Camelia sinensis, crescia em estado selvagem nessa cordilheira asiática, mas foram os chineses que o domesticaram e começaram a cultivar em vastos campos muito bem organizados. Por volta do século IX, o chá fazia já parte dos hábitos dos chineses, como testemunhou o monge budista japonês Ennin, num relato escrito durante a sua viagem ao Império do Meio. Mais ou menos na mesma época, um outro monge budista, o chinês Lu Yu, escreveu o primeiro grande livro sobre o chá, o Ch´a Ching, onde descreve os métodos de cultivo e preparação utilizados no império.

Foram os monges budistas que levaram o chá para o Japão, onde bebê-lo se tornou num acto cerimonial partilhado por todas as classes, desde o mais humilde camponês até ao próprio imperador.
O chá começou, então, a sua caminhada para Ocidente, através da Ásia Central e da Rússia. Mas a verdadeira popularização do chá na Europa só aconteceu depois da chegada dos portugueses ao Oriente, em finais do século XV.
As naus portuguesas traziam carregamentos de chá para o porto de Lisboa de onde grande parte era depois reexportada para a Holanda e a França, dois países que rapidamente se tornaram grandes consumidores da nova bebida proveniente do mítico Oriente.
Apesar de ter sido um sacerdote jesuíta português, de apelido Cruz, o primeiro europeu a escrever sobre o chá, Portugal rapidamente perdeu o monopólio do seu comércio. Os holandeses, dotados no século XVII com uma poderosa frota, tomaram a dianteira. Eram tais as quantidades introduzidas na Europa que, no espaço de uma geração, o chá deixou de ser uma bebida exclusiva dos aristocratas, para passar a ser consumido por toda a população. Os habitantes das colónias holandesas na América do Norte tornaram-se grandes apreciadores da nova bebida. Foi o caso de Nova Amesterdão, a actual Nova Iorque.
Registado

Ich verehre, um boma Nahrung zu kochen, die nicht Unglück mag
Páginas: [1]   Ir para o topo
Imprimir
Petiscos  |  Comunidade dos Gulosos!  |  Licores e coktails..  |  Tópico: A História do Chá
Ir para:  

   
 
 
Receitas Minhas Receitas
     
     
 Bacalhau    
    Livros de Receitas
   
     
    Comunidade
   
     
     
     
    Extras
   
     
   
Tem algum comentário ou sugestão a fazer?
 Fale connosco!    Anuncie connosco!

Acompanhe as novidades aqui:



| |

© Petiscos.com.Todos os direitos reservados.
 
 

Sites Associados para petiscar  
 
Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.8 | SMF © 2006-2007, Simple Machines LLC XHTML 1.0 válido! CSS válido!
Página criada em 0.766 segundos com 23 procedimentos.