Bolonhesa à Benfica

( 1 voto )
Loading...
  • Preparação0 m
  • Porções3
  • Confeção:Lume
  • Nível: Fácil
Imprimir Receita

Ingredientes

  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +

Preparação

  • Antes de mais, explicar o nome da receita e o que esperar dela. Dei este nome a este meu esparguete à bolonhesa porque ele fica bem encarnadinho e, por outro lado, a malagueta dá-lhe um determinado "calor", bem à moda do Inferno da Luz. Um bom prato para quem gosta de encher a barriguinha a ver o Glorioso e a beber umas fresquinhas, pois o picante assim o vai pedir. Pode-se dizer que é feito de forma bastante simples e bem portuguesa, dados os ingredientes, mediterrãneos . Difere do tradicional nas carnes usadas e no picante. Por ser simples permite variantes, como sendo polvilhar-se no final com queijo ralado. Já agora, se assim o preferirem, sugiro Queijo da Ilha, daquele picante. Ralem as partes onde o queijo possa estar mais seco. Em primeiro lugar, corta-se o bife, a entremeada (da qual se retira o courato) e o chouriço em pedaços pequenos. Tira-se a espetada do pau e retiram-se dela os toucinhos. Deixam-se os pimentos da espetada. De seguida, picam-se as carnes e o chouriço na picadora, juntamente com os dentes de alho e 1/2 copo de azeite, até ficar tipo pasta. Põe-se a carne picada num tacho onde previamente foi derramado 1/2 copo de azeite. Vai o lume médio-alto, até a carne alourar e separar-se. De seguida, deve levantar o lume e colocar o vinho e a cerveja, que deve derramar aos poucos, conforme o caldo que se forma for levantando fervura. Deixar ferver um pouco. Coloque a cebola bem picadinha (pode usar a picadora) e a polpa de tomate. Eu referi 4 a 6 colheres de sopa de polpa de tomate. Deve ir pondo a polpa de tomate colher a colher e mexendo até obter o encarnado desejado do molho. Coloca a folha de louro e as malaguetas. Baixe o lume para médio, coloque tampa no tacho e deixe estufar por 20 minutos. (Relativamente à tampa, sugiro que acompanhe a cozedura. Depois de juntar a polpa de tomate, se achar que a bolonhesa está muito caldosa, destape o tacho e cozinhe até o molho espessar o desejado, se o molho secar ou engrossar muito junte um pouco de água, mexa e tape o tacho. A bolonhesa deve ficar ligeiramente caldosa, pois ao ser colocada sobre a massa, esta vai beber parte do caldo, como se sabe, e assim o prato não seca). Prove o molho e acerte de sal e pimenta. O esparguete deve ser cozido num tacho com muita água, sal e um pouco de óleo, deve ser cozido inteiro e deve deixá-lo um pouco encruado, pois o calor que ele guarda coze o resto. Numa travessa, terrina ou saladeira, o que seja, coloque o esparguete e forme uma cova no meio. Derrame o molho da bolonhesa nessa cova. Polvilhe com os orégãos e, se quiser (e se o prato estiver bem quente), queijo ralado.

Fonte: Autoria própria

Publicada em Mais de um ano
0 impressões
2 visualizações
Guardada em 0 favoritos
x

Registrar

Palavra passe perdida