Croissants Austríacos

( 1 voto )
Loading...
  • Preparação0 m
  • Porções16
  • Confeção:Forno
  • Nível: Médio
Imprimir Receita

Ingredientes

  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +
  • Adicionar à lista de compras +

Preparação

  • Num tacho, derrete-se a margarina misturada com o leite, sem deixar levantar fervura, e verte-se na cuba da máquina de fazer pão. Depois juntam-se os restantes ingredientes, pela seguinte ordem: açúcar, sal, farinha, ovos, e por fim o fermento. Dá-se uma volta ou duas com uma colher ao conteúdo da cuba, só para misturar um pouco os ingredientes antes de serem amassados, e inicia-se o ciclo «amassar». Que, cá em casa, dura uma hora e meia — mas é provável que os valores variem de máquina para máquina, pelo que este tempo fica como simples indicador. Terminado o ciclo, estende-se a massa de modo a formar um círculo. Círculo esse que se corta em oitavos, formando triângulos. Depois acertam-se as arestas dos triângulos (corta-se a massa excedente) e enrolam-se a partir da base, na direcção da ponta. Uma vez enrolados, untam-se com margarina dois pedaços de papel de ir ao forno, cada um dos quais grande o suficiente para forrar a superfície do tabuleiro onde se vão cozer. Isto porque não é possível cozê-los todos numa só fornada, a menos que se possua um forno realmente grande. Pincelam-se com gema de ovo batida, colocam-se em cima do papel onde irão ao forno e deixam-se levedar durante 1h ou 1h15. Cozem a 180ºC, aproximadamente 35 minutos. Notas: • Embora estes croissants tenham sido amassados na máquina de fazer pão, também se podem amassar à mão. • O açúcar refinado, fundamental para os croissants ficarem bem leves, faz-se facilmente em casa, deitando a quantidade desejada de açúcar em cristais num processador de comida ou moinho de café — ou coisa que o valha — e moendo-o durante cerca de um minuto. Deixe assentar o pó antes de abrir! • Depois de estarem a levedar em cima do papel untado, deve ter-se o cuidado de transportar os croissants para o forno sem lhes tocar, pegando o papel pelas pontas e depositando-o em cima do tabuleiro — tocando-lhes, é natural que abatam. • Quem gostar dos croissants com um ligeiro sabor a limão ou laranja, logo no princípio do procedimento, ao aquecer o leite, junte-lhe uma casquita do «aroma» que quiser usar...

Publicada em Mais de um ano
0 impressões
6 visualizações
Guardada em 0 favoritos
x

Registrar

Palavra passe perdida